Posts

Combatendo a corrupção através da estrutura de um Sistema de Gestão Antissuborno

Uma das questões que são levantadas nas organizações é por que implantar um processo de Gestão Antissuborno para tratar as questões de corrupção, ao invés de aplicarem-se algumas medidas específicas, que aparentemente seriam menos custosas e de resultados mais rápidos.

São inúmeras as vantagens pelas quais uma organização pode beneficiar-se, combatendo de forma eficaz a corrupção dentro do âmbito do seu negócio, através da implantação de um Sistema de Gestão Antissuborno, com base na ISO 37001.

O escopo desta Norma provê processos e medidas para a prevenção e detecção de casos de suborno – as demais possibilidades de corrupção podem perfeitamente ser incorporadas no escopo particular do Sistema de Gestão na organização.

A ISO 37001 é mais um exemplo de norma que é baseado em padrões internacionais geralmente aceitos e que constituem um processo de gestão integrado. Esse tipo de  sistemas de gestão segue o ciclo fechado de planejamento e controle, o conhecido método iterativo de gerenciamento Plan, Do, Check, Action – utilizado em empresas de todo o mundo para controlar e melhorar constantemente processos e produtos. Isto é, a Gestão Antissuborno, implantada de acordo com a ISO 37001, permeia o escopo dos processos da organização e de forma integrada, evoluindo continuamente.

Por outro lado, existem alguns requisitos que deem estar presentes para que a implantação seja bem-sucedida. Um deles é o compromisso da liderança da organização para estabelecer uma diretriz para a integridade, transparência, abertura e conformidade. Adicionalmente, os direcionadores que levem à conformidade são a liderança, os valores e a cultura. Sem essa base, os esforços de conformidade serão apenas fachada.

Outras necessidades para o sucesso da implantação estão relacionadas a requisitos e orientação da própria Norma, para se ter um sistema de gestão projetado para apoiar uma organização a prevenir, detectar e responder ao suborno, cumprir as leis antissuborno e ter compromissos voluntários aplicáveis ​​às suas atividades. Alguns desses requisitos são:

  • Estabelecer uma função antissuborno / anticorrupção , e Políticas  antissuborno /anticorrupção;
  • Conduzir due diligences em transações, projetos, atividades, empresas parceiras e pessoal específico para obter informações suficientes para avaliar o risco de suborno / corrupção; e
  • Implantar procedimentos sobre presentes, hospitalidade, doações e outros benefícios semelhantes.

A questão é que a implantação de um Sistema de Gestão Antissuborno requer um certo prazo para efetivar-se. Mas o que deve ser considerado é de que os seus custos e efetividade serão muito mais favoráveis, comparados a multas, sanções e perdas de mercado produzidas pela não-conformidade das ações da organização. O Sistema de Gestão Antissuborno produzirá resultados significativos, reduzindo riscos devido a suborno e corrupção, e melhorando significativamente a informação para a gestão da conformidade.

fonte imagem: https://www.linkedin.com/pulse/iso-37001-como-norma-antissuborno-julio-max-manske